Bombeiros Voluntários de Cacilhas

Pesquisa
Podemos não voltar,
mas vamos...

Protocolo Marinha

No dia 17 de Maio de 2012 pelas 15 Horas, teve lugar no salão nobre da Escola de Tecnologias Navais da Armada, na Base Naval de Lisboa, (Alfeite), a assinatura de um protocolo entre os Bombeiros V. Cacilhas e a Marinha  Portuguesa, que visa na utilização das instalações da ETNA para a  formação dos Bombeiros.

Este protocolo era há muito desejado pelos  Bombeiros V. de Cacilhas. Desde 1998 que mantinham conversações, para se chegar a um acordo final, onde foram protagonistas o Comandante Clemente Mitra e posteriormente  o Comandante António Godinho.

Foi em Setembro de 2011 que o atual Comandante, Miguel Silva em conversa com o Comandante da Base Naval de Lisboa, Capitão de Mar e Guerra Dores Aresta, onde foi abordado este assunto, o mesmo se mostrou recetivo a esta ideia. Rapidamente desenvolveu todos os esforços para obter este protocolo, sendo ele o grande impulsionador por parte da Marinha Portuguesa.

Foi em visita à Base Naval que o Comandante Miguel Silva reuniu com o Comandante da ETNA Capitão de Mar e Guerra Henriques Gomes onde ele manifestou toda a sua disponibilídade para obter este protocolo.

Após vários meses de trabalho entre os Bombeiros de Cacilhas e a Marinha Portuguesa, foi apresentado um documento de trabalho ao Chefe de Estado Maior da Armada, que prontamente deu o seu aval.

Este protocolo foi assinado pelos representantes da duas entidades:

- Capitão Mar e Guerra Henriques Gomes, em representação do Chefe de Estado Maior da Armada

- Comandante dos Bombeiros V. Cacilhas, Miguel Silva.

- Presidente da Direção dos Bombeiros V. Cacilhas, Clemente Mitra.

Presenciaram ainda a este ato as seguintes entidades; Comandante da Base Naval, representante da Liga dos Bombeiros Portugueses Dr. José Ferreira, Presidente da Assembleia Geral Dr. Lourenço Batista, Presidente da Federação de Setúbal Engº Eduardo Correia, coordenador da proteção civil de Almada Dr. António Godinho .