Bombeiros Voluntários de Cacilhas

Pesquisa
Podemos não voltar,
mas vamos...

Centenário

 

100 Anos a servir!

Os, bombeiros Voluntários de Cacilhas estão inseridos nas cinquenta corporações de bombeiros voluntários mais antigas do País, já na data do Centenário era impossível contabilizar o número de homens e mulheres que tornaram possível esta epopeia, a todos eles o nosso Bem-haja!

Mas, da mesma forma que é impossível contabilizar todos os colaboradores desta obra, é também impossível contabilizar as vidas salvas ou os incêndios debelados em Cem Anos de existência e trabalho.

Na data do Centenário (15 de Janeiro de 1991), a Associação contava com 158 elementos no Quadro Activo, e no seu Quadro de Honra com 18 homens que totalizavam entre si: 618 anos de serviço.

O ponto alto desta efeméride foi a inauguração do Quartel-Sede na Margueira, tal obra só foi possível devido ao elevado esforço de todos os quadros da Associação, Comando, Corpo de Bombeiros e Corpos Gerentes da época, que muito se empenharam nesta demanda.         

Os bombeiros voluntários de Cacilhas caminham agora para os 150 anos de existência, mais uma geração se unificará a outras já tombadas, prosseguindo uma frase Centenária do 1º Comandante António Feio: “Legar uma casa bem organizada e logo depois passar o testemunho para outros que a prossigam”.(2 de Março de 1893)         

 

 

“O Centenário de uma casa com os associados dos Bombeiros de Cacilhas, a pior coisa que se poderia fazer era esquecer os 100 anos de existência. Nesse sentido o Comando e a Direcção, entenderam e muito bem, arranjar um programa para festejar o Centenário.

Só nos foi possível organizar e pôr em marcha, uma vez que tínhamos connosco pessoas poderosas financeiramente, que nos ajudaram a fazer uma festividade efeméride. Assim, a nossa grande preocupação foi a inauguração da nossa nova casa.

Nesse contexto convidámos o Serviço Nacional de Bombeiros, a Inspecção de Lisboa e Vale do Tejo e a Câmara Municipal de Almada, que foi a grande feitora da nossa obra.

Um benfeitor desde a primeira hora, que muito nos ajudou a concretizar o nosso desejo, foi também o nosso associado e amigo, António Xavier de Lima.

Foi grande o empenho da Direcção presidida pelo José Manuel Ferreira Rato; Vice-Presidente, Carlos Alberto Gomes; Bernardino Martins; Inácio Coelho; José dos Santos; Victor Neto; Manuel Sobral da Costa; António Salgueiro e Viliano Silva.

Foi um dia maravilhoso para todos nós, e um momento de alegria extasiante de todos os elementos do corpo de bombeiros.”  

 

                                                                                                                   Comandante Josefredo Serra da Silva